domingo, 28 de outubro de 2012

Onde o cérebro aflora quando você está apaixonado?

Se tem uma coisa que me deixa muito encantada é o cérebro. Temos uma anatomia tão perfeita, com situações que podem ser explicadas por cada região especial do cérebro. Aí embaixo tem uma foto de um casal apaixonado. Um dos primeiros sinais de que estamos apaixonados induzem uma resposta de stress ao cérebro, aumentando os níveis de adrenalina e cortisol no sangue. Na fase de atração, a dopamina e a serotonina são muito importantes. A dopamina está associada a desejo e recompensa enquanto que a serotonina está veinculada ao fato de pensarmos toda hora na pessoa amada.

Duas estruturas cerebrais, em particular a ínsula e o estriado, são responsáveis pelo acompanhamento da progressão tanto de desejo sexual quanto de amor. A ínsula está localizada no meio do cérebro, dividindo-o em dois. O estriado está bem próximo, porém na parte frontal do órgão. Pesquisadores dizem que a região específica atingida pelo amor no estriado causa sensações semelhantes ao cérebro de um viciado em drogas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela presença. Seu comentário vai ser lido com muito carinho. Volte sempre!