terça-feira, 25 de maio de 2010

O tempo, as horas

Dormi ouvindo o som da chuva. Tão belo, tão sossegado. Me fez pensar em mim, nas minhas atitudes, nas minhas palavras insensíveis, na minha confusa vida. Reflito também sobre escolhas e o tempo, em como ele poderia passar rápido por mim, em como eu poderia não sentir as horas passando devagar, em como eu prezava sentir o tempo passando devagar e agora eu praticamente imploro para que ele passe de uma vez, para que ele leve tudo com ele, para que ele não me deixe escolhas se não olhar pra trás e dizer "eu vou seguir em frente", para que tudo seja passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela presença. Seu comentário vai ser lido com muito carinho. Volte sempre!